ir para o site

Fique por dentro dos lançamentos, eventos e promoções. Inscreva-se na nossa newsletter.



Receita

PRA GENTE, RECEITAS E boas HISTÓRIAS
FORAM FEITAS PARA COMPARTILHAR

São diversas receitas com afeto, pesquisadas em várias cozinhas brasileiras,
para você se inspirar e quem sabe até fazer em casa.

MOQUECA DE PINTADO COM MANDIOQUINHA – MATO GROSSO


voltar

GRAU DE DIFICULDADE: medio

RENDIMENTO: 4 porções

TEMPO DE PREPARO: 2h

CHEF: Ariani Malouf (Mahalo Restaurante, Cuiabá, MT)

ESTADO: Mato Grosso

ingredientes

Para o molho de moqueca
– 600 gramas de camarão médio
– 1 colher de sopa de azeite de dendê
– 1 xícara de chá de cebola picada
– ½ xícara de chá de pimentão vermelho picado
– 1 xícara de chá de tomate picado sem semente
– 1 colher de café de pimenta de cheiro picada
– 1 colher de café de pimenta dedo de moça picada e sem as sementes
– 1 ½ xícara de chá de leite de coco
– 1 colher de chá de açafrão da terra
– 1 xícara de chá de salsinha picada
– 1 colher de chá de alho picado
– Sal a gosto

Para a manteiga de ervas
– 4 colheres de sopa de manteiga
– 1 colher de café de raspas de limão
– 1 colher de café de tomilho
-1 colher de café de salsinha picada
– 1 colher de coentro picado
Para o peixe
– 4 filés de pintado com 200 gramas
– 2 colheres de sopa de azeite
– 1 colher de sopa de manteiga de ervas
– 100 gramas de flocos de tapioca
– Sal a gosto

Para a mandioquinha
– 400 gramas de mandioquinha
– 1 litro de água
– ½ xícara de chá de cebola roxa picada
– 2 colheres de sopa manteiga de ervas
– Sal a gosto

MODO DE PREPARO

1 – Aqueça uma panela, coloque o azeite de dendê, refogue a cebola e deixe dourar, em seguida o tomate e o pimentão;
2 – Em seguida coloque as pimentas e o leite de coco;
3 – Junte o açafrão e a salsinha e acerte o sal;
4 – Cozinhe por 3 minutos mexendo sempre;
5 – Em outra panela já aquecida, coloque o azeite e doure o alho;
6 – Refogue os camarões já temperados com sal e acrescente ao molho de moqueca;
7 – Reserve.

Preparo do filé de pintado
1 – Tempere o peixe com sal e grelhe por 1 minuto;
2 – Pincele com a manteiga de ervas e leve ao forno pré-aquecido a 200°C;
3 – Retire o peixe do forno e coloque os flocos de tapioca, formando uma crosta;
4 – Leve novamente ao forno por 5 minutos.

Preparo da mandioquinha
1 – Enquanto o peixe está no forno, corte a mandioquinha no mandolim em rodelas mais grossas, cerca de 1 centímetro;
2 – Cozinhe em água fervente por 4 minutos;
3 – Aqueça uma panela, coloque a manteiga de ervas, doure a cebola-roxa;
4 – Refogue a mandioquinha e acerte o sal.

Montagem do prato
1 – No centro do prato, coloque a mandioquinha;
2 – Sobre a mandioquinha, coloque o filé de pintado;
3 – Ao redor, coloque o molho de moqueca e sirva.

Dicas

Dicas

• Caso não tenha um mandolim, você pode cortar a mandioquinha com a faca mesmo.
• Em algumas regiões a mandioquinha também é conhecida como cenoura amarela ou batata baroa.

Utensílios utilizados
Panelas, faca, colher, tábua de corte, assadeira, frigideira, ralador ou mandolim, pincel.

História

Para quem quer conhecer a culinária do Mato Grosso, o Mercado do Porto, na capital, Cuiabá, é uma boa parada. Em seus corredores se encontra doces como furrundum, farinhas variadas, e peixes do Pantanal, comprados por moradores que dão preferência a alimentos frescos, que vêm direto do produtor.

“Muitas pessoas ainda fazem as compras do dia a dia aqui”, comenta Ariani Malouf, chef do restaurante Mahalo, que dá uma aula sobre os ingredientes locais de nomes exóticos.

O tal do furrundum, por exemplo, é feito com mamão verde ralado misturado com melado de cana. O piché, uma farinha doce feita de milho torrado e moído, amendoim, açúcar, canela e erva-doce.

As farinhas merecem atenção à parte. A de Rondonópolis é de “comer de joelhos”, diz a chef. “Porque ela é crocante por si só.” Cuiabanos também adoram a farinha de mandioca, mais crocante e flocada do que as encontradas no Sudeste.

No cardápio local também não faltam peixes. “O povo cuiabano come peixe pelo menos duas, três vezes por semana”, diz Malouf. Não à toa boa parte do mercado é dedicada a peixes de rios da bacia mato-grossense e pantaneiros, em sua maioria vindos de criatórios –e não do rio, em função da poluição e do assoreamento.

Dos rios mais próximos à cidade vêm peixes como o pintado, a piraputanga e o pacu, de sabor mais forte. Um dos pratos-assinatura de Malouf, inclusive, é o pintado, preparado com crosta de farinha, mandioca e molho de moqueca.

Mahalo Cozinha Criativa
ONDE rua Castelo Branco, 359, Quilombo, Cuiabá, Mato Grosso, tel. (65) 3028-7700
www.mahalocozinhacriativa.com.br

Mercado do Porto de Cuiabá (Mercado Varejista Antônio Moisés Nadaf)
ONDE av. Oito de Abril, 143, Porto, Cuiabá, Mato Grosso, tel. (65) 3313-3332