Pio Lobato

Pio Lobato

Sexta-feira – 22/10/2021 a partir das 14h40 no youtube.com/farturabrasil

Boanerges Nunes Lobato Júnior – Pio Lobato, guitarrista e produtor, é um dos principais responsáveis pelo reconhecimento da “guitarrada” no cenário nacional. Natural de Belém do bairro da Cidade Velha, iniciou seu trabalho como músico no início dos anos 1990, construiu, tanto com projetos solo como com o grupo Cravo Carbono, um dos mais respeitados trabalhos de experimentação pop e releitura musical brasileiros. Em 2003 criou e produziu grupo “Mestres da Guitarrada” que estabeleceu uma nova visão do gênero no país. Em 2014 lança seu novo trabalho intitulado “Pio Lobato”.

Guitarrista com mais 20 anos de carreira, Pio Lobato é hoje um dos ícones da guitarrada. Seu nome passou a ser referência para o ritmo no início dos anos 2000, ao ser incluído no projeto Cartografia Musical Brasileira – “Rumos Itaú Cultural”. Na época, o Pio então guitarrista da banda Cravo Carbono, deu vazão ao trabalho de pesquisa que iniciou ainda na Universidade Federal do Pará, nos anos 90, quando entrou em contato com musicalidade de Mestre Vieira, o criador da “guitarrada” quando cria o projeto Mestres da Guitarrada.

Com uma experiência que passa pelo rock de bandas como Anjo do Abismo e Cravo Carbono, Pio Lobato consolidou seu trabalho no experimentalismo de loops e guitarras. Seu novo trabalho recebeu seu próprio nome e será apresentando ainda no primeiro semestre de 2014 a partir de viabilização de patrocínio colaborativo.

Seu pioneirismo em estudar a “guitarrada”, gênero surgido nos anos 70 da fusão original de choro, merengue e jovem-guarda na técnica de guitarristas da região, criado por Mestre Vieira de Barcarena, o tornou um de seus principais expoentes.

Buscando por um caminho próprio para suas composições instrumentais, o músico trabalha com ferramentas, efeitos, loops e texturas típicas do vocabulário pop eletrônico atual e passeia por territórios como o rock, o choro ou a guitarrada, e ainda por gêneros regionais mais recentes, como o tecnobrega ou o cybertecno de Belém do Pará. O resultado dessa somatória difere de timbres e ritmos mais comuns trazendo a marca seu trabalho: o trânsito entre o tradicional e o experimental.

Nos últimos anos, Pio tem participado ativamente como curador de festivais, dentre os quais: Prêmio Procultura, Palcos Musicais Permanentes em 2011, Prêmio Funarte de Música Brasileira 2013, Rumos Itaú Cultural 2010 e 2012, e Edital Natura Musical – Pará, em 2013.

Em paralelo à carreira solo, Pio Lobato também integra, como guitarrista e produtor musical da banda de Dona Onete, também grande expoente da música produzida no Pará; além de continuar experimentações com o projeto musical Massa Grossa.