ir para o site

Fique por dentro dos lançamentos, eventos e promoções. Inscreva-se na nossa newsletter.



Receita

PRA GENTE, RECEITAS E boas HISTÓRIAS
FORAM FEITAS PARA COMPARTILHAR

São diversas receitas com afeto, pesquisadas em várias cozinhas brasileiras,
para você se inspirar e quem sabe até fazer em casa.

Arroz de Tarioba – Maranhão – Receitas – Fartura Brasil


voltar

GRAU DE DIFICULDADE: facil

RENDIMENTO: 4 porções

TEMPO DE PREPARO: 1h

CHEF: Antônio Carlos Ferreira (Buna)

ESTADO: Maranhão

ingredientes

-2 colheres de sopa de azeite
-1 xícara de chá de cebola picada
-½ xícara de chá de pimentão-verde picado
-½ xícara de chá de pimentão-vermelho picado
-2 pimentas-de-cheiro picadas
-1 xícara de chá de tomate picado
-100 gramas de tarioba limpa, cozida e sem a concha
-1 colher de sopa de cúrcuma
-3 xícaras de chá de chá de arroz branco cozido
-½ xícara de chá de leite de coco
-Sal a gosto
-12 tariobas cozidas na concha para decorar
-Cheiro-verde a gosto para decorar

MODO DE PREPARO

1 – Em uma panela aquecida coloque o azeite e refogue a cebola, os pimentões, as pimentas e o tomate;
2 – Junte a tarioba, refogue brevemente e acrescente a cúrcuma. Em seguida, coloque o arroz, misture bem e acrescente o leite de coco. Confira o sal;
3 – Coloque a mistura em uma travessa, decore com as tariobas na concha e o cheiro-verde. Sirva em seguida.

Dicas

Dicas

– Se você não encontrar tarioba, pode substituir por outro marisco
– Para preparar a tarioba é bem simples: basta abrir a concha com o auxílio de uma faca, lavar para tirar as impurezas e refogar brevemente, para a carne não ficar dura

História

No Rancho do Buna, em Barreirinhas, na porta de entrada para os Lençóis Maranhenses, onde não chega carro, Antônio Carlos Ferreira, 56, o Buna, vai à praia nos fundos de sua pousada munido de um facão para pegar tarioba sob demanda dos clientes.

Também conhecida como marisco lambão, por causa de sua “língua”, utilizada para escavar a areia e sumir, a tarioba é um molusco que pode chegar a oito centímetros de comprimento que habita as areias da costa próxima a manguezais no Brasil.

Buna só caça o bicho quando precisa. “Assim não precisamos guardar as tariobas depois de cozidas, como acontece em restaurantes que a utilizam”, diz.

Na maré vazante, quando a areia está molhada e o mar, recuado, ele corta a areia com a faca. “Você passa o facão no chão, como se estivesse cortando um bolo. Quando ouvir um estalo é porque o facão encostou em alguma coisa. Pode saber que é tarioba”, conta.

Identificado o local, Buna começa a escavar a areia, tantas vezes quanto necessário para conseguir o número de moluscos para o prato. Na cozinha, lava bem a tarioba em água corrente. Depois, ela é cozida e retirada da concha.

O ingrediente pode ser utilizado em diversos preparos: refogada com banana e cheiro-verde, em caldeiradas, ou como recheio de pastel. Mas a especialidade de Buna é o arroz de tarioba.

Para fazê-lo, é só misturar temperos à tarioba cozida, refogar e misturar com arroz branco. “Na apresentação, mantemos algumas tariobas dentro da concha para que os clientes a conheçam como ela é na natureza.”

 

Pousada Rancho do Buna

ONDE rua Principal, s/n, Praia do Atins, Barreirinhas, Maranhão, tel. (98) 98107-6951 / (98) 99190-9646

www.ranchodobuna.com

www.facebook.com/rancho.dobuna