Você já experimentou o camarão-branco pescado no Maranhão? Mais sabor e rendimento nos seus pratos

A espécie se tornou conhecida por ser uma das espécies mais saborosas entre as existentes na costa brasileira.

Você já experimentou o camarão-branco pescado no Maranhão? Mais sabor e rendimento nos seus pratos

O camarão-branco pescado no Maranhão se tornou conhecido por ser uma das espécies mais saborosas entre as existentes na costa brasileira. A carne dele possui textura firme, e o sabor é suave e adocicado. O camarão, que tem, em média, 15 centímetros de comprimento, é encontrado principalmente em regiões arenosas e lodosas, em enseadas de pouca profundidade. Por apresentar essas características, o litoral maranhense é um dos principais reservatórios naturais de camarão do país.

Antônio dos Santos é pescador e dono do Restaurante Canto dos Lençóis, localizado em Canto de Atins, nos Lençóis Maranhenses. Toda noite, ele e os companheiros de pesca saem em busca do camarão branco. “Além de ser o mais gostoso, ele oferece maior rendimento, pois não perde muita água ao ser colocado na panela”, revela o pescador.

Com relação ao tipo de pesca praticada, Antônio ensina que “ela é feita manualmente, usando uma rede de arrasto. Geralmente são três homens que trabalham juntos. Um entra no mar levando e esticando a rede. Depois, dois puxam a rede, enquanto o terceiro vai catando os camarões e colocando na cesta”. Sobre o melhor horário para a pescaria, Antônio esclarece que “o camarão só encosta à noite e da maré vazante para a maré alta”. O pescador conclui, dizendo que Atins ainda é um bom lugar
para catar camarões, mas que “já foi muito melhor”. “Há 15 anos a gente pescava pelo menos três vezes mais camarões do que nos dias de hoje”.

No Restaurante Canto dos Lençóis, Magnólia Meneses, cozinheira e esposa de Antônio, é quem prepara os camarões que foram pescados na noite anterior. “A primeira coisa que fazemos é colocar os camarões no gelo. Depois, no dia seguinte, tiramos as cabeças, abrimos os camarões e limpamos um a um”, conta Magnólia. Com relação ao tempero, diz usar sal, colorau, alho e cebola. “É algo bem simples mesmo”. Sobre o preparo, Magnólia explica que coloca os camarões temperados em uma grelha antes de levá-los à brasa. “É como fazer um churrasco, só que com camarões ao invés de carne”, diz.

Os acompanhamentos são arroz branco, feijão, farinha e salada de tomates. “E, apesar da simplicidade, todos adoram nossa comida, pois garantem que sempre irão voltar ao restaurante”, conta, sorrindo. “E muitos acabam voltando mesmo”.